domingo

Eu sou dona de mim

Houveram dias em que escrevia aqui todos os dias. Houveram outros momentos que passaram e todos juntos fazem uma história sem história. O meu percurso trapo a trapo cozidos uns aos outros, cada trapo de cor diferente, uma colecção impar, como são impares todas e cada vida. Aos dez anos pensei: há 10 nasci; aos onze, há dez anos andei; aos doze, há dez anos falei e continuei assim até aos vinte. Hoje retorno a esse hábito adolescente e miro dez anos atrás. Que eu possa olhar para trás e ver tantas coisas diferentes, tantos trapos cozidos uns nos outros até aqui, que eu possa dizer, há dez anos tanto que eu não sabia, inspira-me confiança no manto que sou.

2 comentários:

Luis disse...

Bem vinda de volta :)

abrunho disse...

Não sei se estou de volta. Mas olá.