quarta-feira

Sinopse

Sou feita de extremos. Não consigo o meio-ponto, a virtude, a constância. Salto ondas, tropeço em penedos e caio em precipícios. Sou aparentemente calma submersa num mar revolto. No balancé da vida lutei em manter-me de pé. Agora deitei-me, fechei os olhos e gozo o balançar. Meus senhores, estou crescida. Enjoada, quase a vomitar, mas adulta.

1 comentário:

Ponto Verde disse...

Votos de Bom Ano , saudações democráticas e blogoesféricas.