terça-feira

Planos pra minha reforma

Disse ao meu irmao para juntarmos o nosso dinheiro, comprarmos uma quinta e vivermos lá em feliz isolamento. Para minha surpresa ele concordou imediatamente, mas também começamos imediatamente a discordar nos particulares. Eu entrei disparada na decoraçao, nao fosse eu mulher, a descrever muros de 3 metros, arame farpado e caes assassinos. Ele diz que para o isolamento, basta nao haver estrada alcatroada. Homens e a sua passividade...

2 comentários:

Helena disse...

Quando tinha seis anos, a minha filha convenceu o irmão, de 4, a juntarem o dinheiro. Ela gasta tudo, ele poupa tudo.
O pobre do rapazito concordou, e daí a nada estava a comprar sem se dar conta carros da Barbie e coisas assim.

Avisa o teu irmão.

O meu marido tem uma ideia para a reforma: arranjar um mosteiro, de preferência no centro da cidade, e oferecer serviços. Cada pessoa/casal tem o seu espaço privado e a comunidade tem espaços comuns. Dão-se explicações, toma-se conta de miúdos enquanto as mães vão desopilar para o shopping, coisas assim.
Importante é continuar activo até ao último dia.

Diz ao teu irmão que é má ideia ter estradas pouco viáveis - como é que o médico da eutanásia chegaria à vossa casa? Por um lado é ;-) mas por outro lado é a sério. Cada vez mais me parece que é fundamental continuar a apostar num sentido para a vida, mesmo aos 100 anos de idade.

(se isto parecer esquisito, a culpa é do Moscatel da Quinta do Vallado, que é delicioso)

abrunho disse...

O plano é dedicarmo-nos à agricultura e à pastorícia. Voltar às raízes.