terça-feira

Devo ser eu

Sou limitada. Não chego lá, não compreendo o mundo. Sou uma alheada, uma não pragmática. Admito que seja eu. Mas irrita-me, irrita-me todo este regabofe de quem perdeu, se foi o partido este e aquele e a esquerda e a direita, como se fosse um jogo. Um jogo de votos.

Tenho medo das conclusões, das novas estratégias, mais demagogia e mais populismo. É isto a democracia? Este campeonato dos partidos? É para isto que se vota? Não há respeito pelo eleitor que pesou candidatos, que pensou, que acredita que a democracia é o melhor dos sistemas. Eu não votei, que as autárquicas não me afectam, mas apetece não entrar no campeonato. Nas presidenciais, que não devia ter nada a ver com partidos, já temos os ditos a engendrar posições. Que cansaço...

P.S.: estou longe (sárává meu deus), mas, do que me lembro, o país deve estar revestido de plásticos, cartazes e papéis. Será que este ano se lembram de limpar ou eu quando aí for no Natal ainda vou poder analisar a publicidade eleitoral balofa?

1 comentário:

AF disse...

Que a limpeza se inicie sem demora!